>

Estaremos nós numa bolha?

Muito se tens especulado sobre se estaremos ou não a viver, mais uma vez, numa bolha, tal como aconteceu em 1995/2000. A verdade é que temos assistido a alguns episódios que me levam a ter mixed-feelings...

Muito se tens especulado sobre se estaremos ou não a viver, mais uma vez, numa bolha, tal como aconteceu em 1995/2000. A verdade é que temos assistido a alguns episódios que me levam a ter mixed-feelings quanto a esta questão.

Temos visto empresas a conseguirem milhões de dólares ainda antes de lançarem qualquer produto para o mercado, temos visto investidores a dar milhares de dólares, indiscriminadamente, a empresas que estão em programas de aceleração e temos vistos empresas a conseguirem rounds de financiamente e valorizações fabulosas, alguns delas sem terem ainda um modelo de negócio testado. Todos andam, desesperadamente à procura do próximo Facebook e provavelmente ele está aí à espreita, mas qual será o custo dessa procura insana?

Existem alguns indicadores que me fazem acreditar que talvez não estejamos numa bolha. Não temos visto tantas empresas tecnológicas a lançarem IPO. O caso do Facebook é flagrante. Com uma avaliação em 65 mil milhões continua uma empresa privada e sem mostrar urgência em entrar em bolsa. Os próprios investidores não têm mostrado grande pressa em levar o Facebook para o mercado, o que na minha opinião é um sinal muito positivo.

A verdade é que esta é uma excelente fase para ser empreendedor. O timming é “quase” perfeito. O dinheiro anda aí, o capital humano, apesar de mais exigente, também se move melhor e é mais flexível e para além disso, hoje é tão “sexy” ser um jovem empreendedor, como era à alguns anos ser uma estrela de uma banda de rock. Hoje existem mais ferramentas, mais conhecimento, mais oportunidades, mais programas de aceleração, mais incubadoras, mais programas de mentorização que ajudam no processo de criação e crescimento de empresas. Também é verdade, que provavelmente vivemos um ambiente mais competitivo, um ambiente muito mais exigente, uma situação económica instável na maior parte dos países desenvolvidos do mundo, nomeadamente nos EUA e também sabemos que não podemos cometer os mesmo erros do passado.

Algo que não nos podemos esquecer é que a existir, esta bolha existe nos EUA, visto que em termos de empreendedorismo, ideias, pró-actividade, capitais de risco e financiamente é um mercado muito mais maduro e muito mais pró-activo.  É verdade que se a suposta bolha rebentar afectará todo o mundo, mas como sabemos, na Europa não vivemos um perigo de uma bolha porque não existe uma mercado suficientemente borbulhante para isso acontecer.

Deixo-vos com uma pergunta:

Estaremos nós a viver uma bolha?

Inês Santos Silva

Co-fundadora e Chief Pirate Officer no Startup Pirates.

More Posts - Website - Twitter

Partilhe:

22 Abril 2011 | Inês Santos Silva