>

Fred Oliveira apresentado como mentor em fundo de Silicon Valley

Fred Oliveira, sócio fundador da WBS, uma empresa de design, desenvolvimento e estratégia  que estreou os nossos podcasts no inicio do ineo, foi anunciado esta quinta-feira enquanto mentor do fundo de investimento 500 Startups. Nós tivemos a oportunidade de lhe colocar umas pequenas questões sobre este notícia:

Para quem não conhece, qual o teu background?

2005 foi o ano que começou tudo, quando voei para os EUA para trabalhar no Techcrunch e Edgeio (uma startup entretanto extinta), pouco depois de ser aceite na primeira edição do Google Summer of Code. Depois de algum tempo por lá a seguir startups, fazer contactos e trabalhar, regressei a Portugal para fundar a Webreakstuff – um híbrido entre product-company e consultora – com 3 colegas de faculdade (@tpinto, @pelf, @tmacedo). A WBS tornou-se o meu dia-a-dia, e dificilmente poderia ser melhor.

Para além do trabalho na WBS, sirvo como membro da advisory board para as conferências da O’Reilly e tenho passado algum tempo com public speaking em conferências – a falar sobre startups e empreedorismo, inovação e design.

Qual será a tua função enquanto mentor?

500 Startups é um capital fund com ideias próprias e uma metodologia de investimento particular. Para além do capital, cujo range de investimento vai de $25K a $250K, o fundo facilita o envolvimento de uma série de domain-experts como mentores e advisors das empresas do portfolio.

Como parte da lista de mentores, para além de ter a possibilidade de investir capital nas startups e fazer recomendações para investimento (e filtering das existentes), servirei como advisor para o portfolio, principalmente nas áreas de User Experience Design e Engineering.

As startups apoiadas são só nos EUA, ou também Europa e Portugal? Apoiarão iniciativas por cá?

Não serão discriminadas ideias e empresas pela sua localização geográfica. O fundo está em Mountain View – onde passarei algum tempo -, mas as empresas do portfolio poderão estar (tal como os mentores) em qualquer parte do mundo. Já vem a ser tempo disso, diria. As ideias são globais.

Quais os objectivos deste projecto?

Estamos a falar de um capital fund, portanto os objectivos principais serão o investimento (em capital, e conhecimento) em boas ideias para potenciar o seu crescimento. Se os casos de sucesso se traduzirem depois em bons retornos, mais investimentos serão feitos, e o ciclo repete-se.

Rafael Jegundo

Fundador da jeKnowledge, fundador e CEO da unplu.gg e Principal na whitesmith.co.

More Posts - Website - Twitter - Facebook - LinkedIn

Partilhe:

9 Outubro 2010 | Rafael Jegundo