Podcast – Hive Solutions

Boa tarde, uma vez que estivemos de férias, pedimos desculpa pela ausência e aproveitamos para informar que os posts iram recomeçar.
Como tal, começamos com um podcast cujos convidados são os bem dispostos membros da Hive Solutions, uma empresa de Software como Serviço e que se consideram parte de uma nova geração de consultadoria.
Entre outras coisas, falam-nos das experiências que alguns tiveram como estudantes de Erasmus e na gigante Microsoft, e da influência que estas tiveram na criação da Hive Solutions.

Subscrevam ao ineo podcast no Itunes ou via RSS feed.

Play

Author: Daniel Lopes

Biz-Dev & Code at Whitesmith

2 Replies to “Podcast – Hive Solutions”

  1. Este podcast roça o rídiculo tanta é a falta de preparação de ambas as partes. Se o entrevistador não sabe bem quem está a entrevistar, já os entrevistados deveriam ter umas boas aulas de Português, de forma a arquitectarem um discurso coerente e elegante.

    Perguntas interessantes também poderia ser que é que já fizeram em concreto, quanto estão a facturar, principais clientes, onde angariaram o capital inicial, etc. Mas isso talvez fizesse o CEO da Hive contorcer-se na cadeira e falar de um conjunto de factores que leva à facturação rondar os 0€ (estimativa minha). A não ser que escrever posts em blogs dê lucro…

    Saudações,

  2. Obrigado pelo feedback Grim Reaper.

    Este foi o meu primeiro podcast, pelo que acho normal que haja falhas e portanto, coisas a corrigir. Espero que aos poucos venha a melhorar.

    Mas discordo consigo quando diz que há falta de preparação das duas partes.
    Primeiro porque não vejo razão para os entrevistados prepararem a entrevista, até porque eles não fazem ideia de quais serão as perguntas. O que acho saudável, pois gosto de ouvir o verdadeiro “eu” a falar, sem nada ensaiado. (Como em tudo: há vantagens e desvantagens.)

    Depois porque eu fiz sim o meu “trabalho de casa”, usando as ferramentas que tenho disponíveis. Preparei as perguntas de acordo com a visão e conhecimentos que possuo actualmente. E por isso, acredito que haja muito a melhorar neste aspecto.
    Com certeza que existem mais perguntas interessantes que posso fazer, e por isso agradeço o feedback de todos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *