Portugueses vencem competição internacional de Inovação

Marina Santana e João Pina são os dois portugueses que fazem parte da equipa vencedora da primeira competição internacional de inovação promovida pela Universidade de Carnegie Mellon. Os estudantes são colaboradores da empresa Novabase e estão a frequentar o mestrado profissional de grau dual em Engenharia de Software ministrado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e pela Universidade de Carnegie Mellon, ao abrigo do programa Carnegie Mellon | Portugal.

Intitulada «Algorithmic Facilitation of the Delphi Method Using Crowdsourced Forecasting Data», a apresentação vencedora propôs a aplicação de um novo método de previsão das tendências de consumo na Internet: usar as redes sociais para reunir informação e rankings das várias ideias e sugestões dos consumidores na Internet, aplicando depois um algoritmo que avalia a capacidade de previsão de cada participante.

Segundo Marina Santana, “este prémio mostra que a formação de nível mundial que estamos a receber, tanto na Universidade de Coimbra como em Carnegie Mellon, é, de facto, inspiradora. Sempre fomos apaixonados pela área da inovação e empreendedorismo e por isso decidimos frequentar um curso de gestão na Tepper Business School, enquanto estamos na Universidade de Carnegie Mellon”.

João Pina acrescenta: “Conseguimos, na nossa equipa, tirar partido das nossas competências multidisciplinares, com abordagens no âmbito tecnológico, socioeconómico e do comportamento do consumidor. Estamos muito orgulhosos por vermos o nosso trabalho reconhecido, principalmente numa competição de alto nível, onde participam alguns dos profissionais mais talentosos do mundo”.

A Orange Team, a equipa vencedora, integrou, além dos portugueses Marina Santana e João Pina, Logan Powell, Shing Yan Lau, Elaine Lee e Rakesh Mishra e recebeu um prémio no valor de dois mil dólares.

A iniciativa assenta num projecto interdisciplinar patrocinado pela própria universidade, através dos seus vários pólos de ensino – o Project Olympus, o Don Jones Center for Entrepreneurship, e o Institute for Social Innovation and Master of Information Systems.

A competição foi aberta a todos os estudantes licenciados e/ou com formação superior e reuniu um conjunto de nove equipas de seis alunos cada, que apresentaram as suas ideias sobre novas tendências de consumo na Internet. O júri era composto por um conjunto de seis jurados, especialistas da indústria das novas Tecnologias, Informática, Internet e por peritos na área de capital de risco.

Fonte: Ciência Hoje

Author: Carlos Cerqueira - IPN

Director de Inovação do Instituto Pedro Nunes

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>