>

Rules for Revolutionaries

Este livro de Guy Kawasaki indica-nos linhas de guia sobre a produção de produtos revolucionários. No contexto de uma startup, a informação providenciada demonstra-se valiosa.

Este livro de Guy Kawasaki indica-nos linhas de guia sobre a produção de produtos revolucionários. No contexto de uma startup, a informação providenciada demonstra-se valiosa.

Em concreto, Kawasaki divide o processo em três partes:

Pensar como um deus

  • Prototipar e lançar rápido.
  • Dividir o problema em partes pequenas e tratar apenas das essenciais.
  • Quão rápido melhoramos o nosso produto é mais importante do que quão bom ele é actualmente.
  • Melhorar o nosso produto para quem o compra, não para os “experts”.

Comandar como um rei

  • Cruzar o abismo entre os primeiros e os restantes compradores. Quebrar as barreiras que impedem os novos compradores de comprar o nosso produto.
  • Erguer as nossas próprias barreiras à volta do produto para que os clientes vivam e morram connosco.

Trabalhar como um escravo

  • Eat like a bird, poop like an elephant. Consumir apenas a informação de que precisamos, mas espalhá-la o mais possível em todas as direcções.
  • Se é importante, deixar um amador fazê-lo. Muitos profissionais não vêem detalhes importantes e perdem oportunidades para a empresa.
  • Pensar digital, agir analógico. Organizar e analisar informação, mas tratar os clientes com um toque pessoal.
  • Underpromise and overdeliver.

De um modo resumido, Rules for Revolutionaries apresenta-se como uma bíblia de bolso para qualquer inovador que queira comercializar o seu produto. Kawasaki entrega a informação numa filosofia sua já conhecida de simplesmente dizer o essencial e cortar todo o resto, numa abordagem bastante eficiente e simultaneamente divertida, completa com exemplos concretos do mundo real e analogias para melhor entendimento do leitor.

Recomenda-se fortemente este livro a qualquer pessoa que tenha em mente comercializar um produto inovador.

Podem também seguir o Vasco Patrício no seu blog.

Partilhe:

7 Março 2010 | Administrador