>

Empowerment

O paradigma de gestão actual está repleto de buzzwords que ecoam pelos media. Empowerment é mais uma delas. Não podemos no entanto esquecer a importância dessas palavras. Se entraram...

O paradigma de gestão actual está repleto de buzzwords que ecoam pelos media. Empowerment é mais uma delas. Não podemos no entanto esquecer a importância dessas palavras. Se entraram na boca do mundo, algum mérito terão.

Neste caso, empowerment é um acto muito útil na gestão, sobretudo quando parte dos objectivos é fazer crescer os colaboradores à nossa volta (e este deve ser sempre um objectivo). Traduz-se por dar oportunidades aos colaboradores de criar e exceder-se, dando-lhes mais responsabilidade.

Para além do que aprendem no processo, é uma excelente forma de motivar pessoas. Ao verem os orgãos de gestão a depositarem em si responsabilidade e poder de decisão, ganham auto-confiança que os permite crescer enquanto pessoas e colaboradores.

Noutro âmbito, a delegação de responsabilidade torna-se uma parte fundamental do crescimento de uma empresa. À medida que os desafios se acumulam e o número de pessoas aumenta, os gestores de topo têm delegar para crescer. Empowerment torna-se assim num método de liderança. Para dar seguimento à discussão, deixo aqui uma bela entrevista de Mark Pincus, CEO da Zynga sobre a forma como lidera e delega:

You can manage 50 people through the strength of your personality and lack of sleep. You can touch them all in a week and make sure they’re all pointed in the right direction. By 150, it’s clear that that’s not going to scale, and you’ve got to find some way to keep everybody going in productive directions when you’re not in the room.

Ler mais

Imagem por Wonderlane.

Wonderlane

Rafael Jegundo

Fundador da jeKnowledge, fundador e CEO da unplu.gg e Principal na whitesmith.co.

More Posts - Website - Twitter - Facebook - LinkedIn

Partilhe:

9 Fevereiro 2010 | Rafael Jegundo