O projecto INEO começou como uma iniciativa da Jeknowledge com apoio do IPN e DITS - UC, tendo ao longo do tempo juntado diferentes parceiros

Queremos ser uma referência na divulgação e estimulo à inovação empreendedorismo e startups, através da partilha de experiências, apresentação de espaços, pessoas e projectos até aos passos de criação de uma empresa.

Os autores farão através de áudio, vídeo e a escrita habitual um relato que se quer inspirador do ecossistema empreendedor que nos rodeia.

Subscreve à nossa newsletter para receberes os novos conteúdos todas as semanas, estamos ansiosos por poder partilhar esta experiência com vocês.

Queres ser autor ?

Já conheces o Ineo Start ?

 >

O ineo blog está de volta, e traz amigos!

É já no próximo dia 22 de outubro 30 de outubro, no restaurante Loggia do Museu Machado de Castro (Coimbra), pelas 10:30h que será re-lançado para toda a comunidade o ineo...

É já no próximo dia 22 de outubro 30 de outubro, no restaurante Loggia do Museu Machado de Castro (Coimbra), pelas 10:30h que será re-lançado para toda a comunidade o ineo blog.

Depois de um ano a marinar, o ineo voltou com uma cara nova e com novos conteúdos. Queremos fazer do ineo o maior e o mais completo blog de empreendedorismo, inovação e startup português, tendo como objetivo a partilha de experiências, truques e dicas, e claro, motivar novos projetos!

Quanto aos amigos, bem… O tempo os trará ao descoberto!

Não te esqueças, subscreve a nossa newsletter para receberes novidades e para teres acesso a todos os posts em primeira mão. Segue-nos também no facebook e no twitter!

Pedro Oliveira

An young entrepreneur, known to be involved in as many projects as he can handle! Natural problem solver and an enthusiast about people.

More Posts - Facebook - LinkedIn

Partilhe:

13 Outubro 2014 | Pedro Oliveira

 >

Podcast – Diogo Cruz, Vertty

Estivemos à conversa com o Diogo Cruz, COO na Emove , Vice-Presidente da BET e lançou a 5 de Julho o seu mais recente projecto: a Vertty.

Gestor de formação e com experiência em cinco países explicou-nos a importância de uma formação base em gestão para criar uma empresa e deu-nos ainda a sua visão do que falta a Portugal para se tornar competitivo a nível mundial.

Falámos ainda sobre o processo de formação da Emove e das novas toalhas Vertty que prometem revolucionar a forma como olhamos para uma toalha de praia.

Timeline:

00:00 – Como é que geres todos estes projectos ao mesmo tempo?
01:47 – Estudaste na Católica e logo no 2ºano criaste uma empresa, a Emove. Como é que isto se propiciou?
05:06 – Até que ponto é que achas que uma formação base em Gestão é importante para criar uma empresa?
07:13 – Sentes que o facto de não teres formação em Engenharia te limita de forma nenhuma estares a tentar potenciar essa ideia?
08:51 – Já viveste em cinco países. Achas que as Universidades Portuguesas e o próprio estado estão a usar os meios certos para que mais jovens possam criar valor do proóprio negócio como tu tens feito?
11:08 – A tua equipa já se consegue sustentar pelos próprios projectos em que estão envolvidos?
12:47 – Achas que uma empresa para ter algum retorno ou para acrescentar algum valor terá que estar associado a algum centro de investigação?
15:10 – Tendo em conta essas dificuldades, como é que a tua família tem encarado esta decisão de criares o teu próprio emprego?
17:47 – Qual é que foi o projecto que mais gozo te deu envolver?
20:10 – Em que fase é que a Vertty está?

Play

André Carvalheira

CEO & Director de Inovação da jeKnowledge

More Posts - Facebook - LinkedIn - Flickr

Partilhe:

1 Agosto 2013 | André Carvalheira

 >

Podcast – Henrique Pereira, ISA

Durante o 3DS Coimbra, organizado pela jeKnowledge, estivemos uma conversa muito interessante com o Henrique Pereira, Director de Energia e Utilidades da ISA – Intelligence Sensing Anywhere.

Engenheiro de formação mas neste momento a exercer uma posição de gestor falou-nos um pouco sobre o seu percurso profissional e as razões desse percurso.

Além da ISA passou também por outra grande empresa de Coimbra, a Critica Sotfware.

Falámos por isso sobre o panorama empresarial em Coimbra, daquilo que mudou nos últimos anos e daquilo que faltará para nos tornarmos numa referência.

Timeline:

00:00 – O que é que fazes actualmente na ISA?
00:55 – Também já estiveste ligado a outra grande empresa de Coimbra, a Critical. Porquê a mudança?
02:06 – Começaste por ser Engenheiro e estás a assumir agora uma posição de gestor, certo?
03:12 – Qual é que foi o projecto mais interessante em que estiveste envolvido?
05:35 – O que é que te dá mais gozo?Ser Engenheiro ou ser gestor?
07:40 – Como é que vês a evolução empresarial em Coimbra nos últimos anos?
12:00 – Esse desalinhamento das forças vivas de Coimbra que dizes existir é só uma questão de tempo?
14:23 – Foste já mentor em três 3 Day Startup’s. Qual é que é para ti a grande mais-valia deste evento?
16:30 – Já contactaste com muitos participantes do 3DS. Quais é que são as noções que eles têm menos claras na criação de um empresa?
19:13 – Gostava que lançasses um desafio. O que é que realmente quem está a ouvir a entrevista pode fazer para contribuir para esta missão de Coimbra se tornar uma referência no mundo empresarial e empreendedorismo?

Play

André Carvalheira

CEO & Director de Inovação da jeKnowledge

More Posts - Facebook - LinkedIn - Flickr

Partilhe:

4 Abril 2013 | André Carvalheira

 >

Podcast – Tiago dos Santos Carlos, CrowdProcess

Esta semana estivemos à conversa com o Tiago dos Santos Carlos, responsável pela comunicação da CrowdProcess, que nos explicou de uma maneira geral, o que é a CrowdProcess, o que fazem, quais os seus maiores clientes, entre outros.

Falamos também sobre as vantagem durante o processo de incubação de uma StartUp, nomeadamente no âmbito da CrowdProcess.

Fiquem atentos e saibam mais sobre como esta StartUp que será fundada brevemente vos pode ser útil.

Timeline:

00:22 – O que é o CrowdProcess e o que fazem?
01:50 – Como surgiu a ideia de surgir a empresa?
03:00 – Quais são os vossos maiores clientes?
03:50 – Qual é a formação dos membros da equipa?
04:36 – A diversidade de formação acaba por ser vantajosa?
05:08 – Neste momento estão incubados na StartUp Lisboa?
05:40 – Em que é que a incubação vos tá a ajudar no processo de crescimento da CrowdProcess?
06:36 – Se pudessem voltar atrás mudavam alguma coisa?
07:30 – Têm planos para abranger outros mercados?

Play

Partilhe:

19 Março 2013 | João Lima

 >

Podcast – Luís Martins, Zaask

Neste podcast estivemos à conversa com o Luís Martins, um dos fundadores da Zaask, uma das mais promissoras start-ups, estabelecida na zona de Lisboa

A Zaask trata-se de uma plataforma online de troca de serviços, sobre a qual podes ficar a saber mais durante o podcast.

Durante a nossa conversa falamos sobre como surgiu a empresa, em que é que a formação dos seus criadores foi importante, e também sobre o funcionamento geral da Zaask.

Timeline:

00:16 – O que é a Zaask?
01:02 – Quantos elementos fazem parte desta empresa?
01:36 – Como surgiu a ideia de negócio e quanto tempo demorou até a empresa funcionar a full-time?
03:55 – Em que é que a vossa formação ajudou na formação e desenvolvimento da empresa?
05:18 – Como caracterizam o crescimento da empresa desde que foi formada?
07:30 – Há algum sistema de avaliação do sistema relativamente a askers/taskers?
11:23 – Quando o tasker se inscreve no sistema, este tem de especificar a área de actuação?
12:03 – Tem planos de expansão para outros mercados?

Play

Partilhe:

5 Março 2013 | João Lima

 >

Podcast – Afonso Santos, Tuizzi

Desta vez estivemos a conversa com Afonso Santos, CEO da Tuizzi, uma start-up do Porto, cujo core-business é a intermediação de negócios de publicidade exterior.

Contou-nos como surgiu a empresa, quantos membros tem e quais os planos para o futuro.

Ouçam este podcast e fiquem a saber mais sobre uma empresa que foi distinguida no top 50 das empresas portuguesas mais promissoras.

Os nossos podcasts são emitidos quinzenalmente: às Quintas-Feiras (21h) na Rádio Universidade de Coimbra, e no ineo blog – subscrevam no Itunes ou via RSS feed.

Timeline:

00:15 – O que é a Tuizzi?
01:01 – Que tipo de coisas se podem publicar nos espaços?
02:28 – Como identificaram a necessidade de criar uma empresa deste género?
05:56 – Como surgiu o nome Tuizzi?
06:50 – Há planos para abordar outros mercados?
08:06 – Como se pode ficar a saber mais sobre a Tuizzi?

Play

Partilhe:

28 Janeiro 2013 | João Lima

 >

E afinal eles ousaram arriscar…

O encontro de uma grande ideia; a descoberta de uma habilidade jamais imaginada; a capacidade única de associar pessoas e projetos, sonhos e concretizações. Projetos, sonhos, vida, desenvolvimento, inovação, crescimento, pessoas…...

O encontro de uma grande ideia; a descoberta de uma habilidade jamais imaginada; a capacidade única de associar pessoas e projetos, sonhos e concretizações.

Projetos, sonhos, vida, desenvolvimento, inovação, crescimento, pessoas… Estas são apenas algumas palavras que norteiam e direcionam o empreendedor que há dentro de cada um de nós.
E foi exatamente com este propósito, o de concretizar boas ideias, que surgiu em 2008 o Arrisca C…

No início, o então Arrisca Coimbra com 5 000€ em prémios e 2 vencedores antevia o que é considerado hoje um dos maiores concursos de ideias do país, com 33 projetos premiados e mais de 200 000€ distribuídos em 2012.

Nesta 5ª edição, 361 participantes ousaram e mostraram ao país e ao mundo que boas ideias fervilham nas mentes dos empreendedores portugueses. As novas soluções para a área da TI; os equipamentos inovadores para o setor da Saúde; os projetos inéditos para o aproveitamento de matérias-primas tão distintas como a cortiça e o medronho; e a reinvenção do uso da tradicional calçada portuguesa são apenas alguns exemplos dos produtos e serviços criativos apresentados no Arrisca C 2012. Três tipologias (Ideias de Negócio, Planos de Negócio e Provas de Conceito) apoiadas sobre uma grande rede de parceiros, apoios e patrocinadores criaram um concurso como nunca antes visto em Portugal.

Para 2013 as aspirações são ainda maiores; o Arrisca 2013 quer antes de mais nada consolidar-se como uma referência nacional e internacionalmente entre as boas práticas empreendedoras e impulsionar os nossos empreendedores a voos cada vez mais longínquos e enriquecedores.

Arrisca C 2013, escreva o teu nome entre os melhores.

Partilhe:

17 Janeiro 2013 | Tânia Covas - DITS●UC

 >

Podcast – Nuno Alves, Exciting Space

Neste post, recriamos a conversa que tivemos com Nuno Alves, CEO da Exciting Space.

Explicou-nos, entre outros, como surgiu a ideia de criar este projecto e qual o seu core-business.

Esta é uma start-up de Lisboa, que cria guias de visita digitais que permitem aos utilizadores ficar a conhecer mais sobre a informação de espaços culturais de lazer.

Fica atento para ficares a saber mais sobre este projeto bem sucedido.

Timeline:

00:15 – O que é a Exciting Space?
01:03 – Como se lembraram de criar esta empresa?
02:19 – Em que é que a sua formação ajudou na criação e desenvolvimento da Exciting Space?
02:57 – Quais as principais vantagens de se estabeleceram na Startuo Lisbon?
03:40 – Que espaços é que já trabalharam?
04:55 – Já pensam em planos de expansão para outros países?
06:00 – Como se pode fazer o donwload da aplicação?

Play

Partilhe:

14 Janeiro 2013 | João Lima

 >

Beco Com Saída

O Beco com Saída é um projecto que conta histórias de pessoas que criaram o seu próprio emprego a partir de uma ideia original. Realizado por alunos de Engenharia Biomédica da...

O Beco com Saída é um projecto que conta histórias de pessoas que criaram o seu próprio emprego a partir de uma ideia original.

Realizado por alunos de Engenharia Biomédica da Universidade de Coimbra, no âmbito da disciplina Processos de Gestão, surgiu para incutir a quem o segue um espírito atento e, mais do que isso, evidenciar a importância que tem acreditarmos nas nossas ideias e concretizá-las.

O projecto, em parceria com a TvAAC, pode ser acompanhado através da página do Facebook ‘Beco com Saída’ ou no site da tvAAC .

Aqui ficam alguns dos projectos interessantes já entrevistados pelo Beco Com Saída:

Olaria Isabel Lacerda, Cerenache, Coimbra – A olaria Isabel Lacerda desenvolve a sua produção artesanal dentro do âmbito decorativo habitacional, sendo que a sua obra é completamente diferente pois alia a tradição à inovação.
ArtOnShoes, Lisboa – Alexandra Prieto resolveu passar as suas telas para sapatos, com um enorme sucesso.

Monstros, Lisboa – Guida Santos ficou desempregada e resolveu investir naquilo que até então tinha sido um hobbie: dar uma nova vida a móveis velhos e usados em parceria com o seu sócio Ricardo Dias que a ajudou finaceiramente. ‘A proposta destes seres mutantes é transformar monos e dar-lhes uma nova vida, combatendo o consumo através da eco-escolha. Apostam na reciclagem, seja pela recuperação, em que as peças são revitalizadas, ou pela renovação, onde os móveis são recriados, tornando-se peças únicas.
Tudo de forma manual, a partir de métodos tradicionais.’

Saber Intemporal, Coja, Coimbra – Carla Brito ficou desempregada mas através de um pedido da totalidade do montante do subsídio de desemprego antecipadamente investiu no seu próprio negócio.
‘Sabendo das dificuldades com que os pequenos produtores se deparam no processo de colocação do produto à disponibilidade do cliente, a Saber Intemporal age de forma organizada, com o objectivo de promover o produto de um determinado produtor da Beira Serra.’

Espatódea, Coimbra – Primeira loja colaborativa em Portugal, é um espaço constituído por diversos expositores divididos em pequenos nichos onde artistas, designers, estilistas, artesãos, inventores e pequenos empreendedores poderão criar a sua micro-loja, apresentando seus produtos, através do arrendamento destes espaços.

Acompanha e partilha. Quem sabe se não és o próximo Beco Com Saída!

André Carvalheira

CEO & Director de Inovação da jeKnowledge

More Posts - Facebook - LinkedIn - Flickr

Partilhe:

19 Dezembro 2012 | André Carvalheira

 >

Podcast – Ana Cláudia Silva, A Música Portuguesa a Gostar dela

Já conheces a A música portuguesa a gostar dela própria ?

Estivémos à conversa com a Coordenadora do Projecto, Ana Cláudia Silva, que nos contou o que esteve por detrás da criação do projecto, a forma como encontram a música portuguesa e os projectos futuros.

A Música Portuguesa a Gostar dela Própria é fundamentalmente um arquivo de vídeos de música portuguesa, mas não só!

Os nossos podcasts são emitidos quinzenalmente: às Quintas-Feiras (21h) na Rádio Universidade de Coimbra, e no ineo blog – subscrevam no Itunes ou via RSS feed.

Timeline:

0:00 – O que é que este projecto é a mais do que um artigo de vídeos de música portuguesa?
1:27 – Então e os portugueses gostam de música portuguesa?
1:46 – Como é que vocês se juntaram e como é que se organizam?
2:45 – Isto começou com uma brincadeira ou pensaram logo que poderia ser algo mais sério?
4:12 – Além de andarem à procura dos músicos tamém são sugeridos?
4:53 – Todos os vídeos são gravados por vocês?Reparei que todos eram gravados num local especial
5:54 – O que é que os membros da equipa fazem além disto profissionalmente?
6:46 – Quantas pessoas é que fazem parte da equipa?
8:01 – Já sentiste que o projecto estava a ter um impacto real na forma como os portugueses olham para a música portuguesa?
9:22 – Já pensaram em fazer algum grande evento juntando algumas das pessoas que por lá passaram?
10:14 – Acima de tudo é um projecto que aposta na diversidade da música portuguesa?
Play

André Carvalheira

CEO & Director de Inovação da jeKnowledge

More Posts - Facebook - LinkedIn - Flickr

Partilhe:

1 Dezembro 2012 | André Carvalheira

 >

Podcast – Pedro Carvalheira, Eco Veículo

Esta semana estivemos à conversa com o Professor Pedro Carvalheira, responsável pelo projeto Eco Veículo e explicou-nos donde surgiu a ideia principal e também as características da tecnologia inserida nestes veículos bastante originais.

A alta eficiência energética e a equipa diversificada são duas chaves principais do cerne deste projeto.

Falamos também das provas em que estão inseridos e dos prémios já ganhos nestas mesmas provas em diferentes sítios da europa.

Timeline:

00:30 – Em que consiste o projeto Eco Veículo?
01:45 – Como é que surge esta ideia?
03:48 – Porquê tantas áreas diferentes envolvidas no projeto?
05:27 – Quais as condições necessárias para pilotar um veículo destes?
06:41 – Sobre os patrocínios e apoios – donde vem o sustento deste projeto?
08:45 – Donde vem o know-how que está por trás desta tecnologia?
09:30 – Para além de Coimbra, em que outros centros estão a ser produzidos estes veículos?
11:40 – Será possível a curto/médio prazo ver esta tecnologia aplicada aos veículos que diariamente circulam nas estradas?
16:11 – De que forma é que as pessoas podem saber mais sobre este projeto?

Play

Partilhe:

21 Outubro 2012 | João Lima

 >

Podcast – Francisco Duarte, Waydip

A Waydip é uma spin-off da Universidade de Beira Interior e neste pequeno podcast foi apresentada por Francisco Duarte, um dos quatro engenheiros da equipa.

O principal foco deste projeto é a sustentabilidade energética e nesta entrevista são explicados os métodos utilizados para o aproveitamento energético usado na tecnologia desenvolvida por esta empresa.

Falamos também sobre  os primeiros momentos de quando decidiram avançar com a ideia até aos planos de expansão para o estrangeiro.

Timeline:

00:24 – O que é a Waydip e que tipos de projetos vocês desenvolvem?
00:50 – Como identificarem esta necessidade tecnológica e como perceberam que aqui havia um potencial negócio?
02:00 – A Wayenergy é o vosso principal projeto neste momento. Como conseguem obter a energia desperdiçada pelas pessoas e veículos?
02:37 – O projeto está a correr conforme as vossas expetativas?
03:07 – Instalaram-se na Covilhã. Porquê no interior do país?
03:42 – Quem são os vossos principais clientes?
04:20 – Tem havido uma resposta positiva por parte destes clientes?
05:00 – Planos para o futuro?
05:15 – A vossa equipa é de apenas 4 pessoas. Vêm a necessidade de alargar este número?

Play

Partilhe:

29 Agosto 2012 | João Lima

 >

Startup Pirates @ Portugal

O empreendedorismo e a criação do próprio negócio são uma tendência crescente não só em Portugal, mas também na Europa. Alguns de nós já estamos cansados de ouvir falar da importância do empreendedorismo e dos milagres que pode...

O empreendedorismo e a criação do próprio negócio são uma tendência crescente não só em Portugal, mas também na Europa. Alguns de nós já estamos cansados de ouvir falar da importância do empreendedorismo e dos milagres que pode fazer, mas a verdade é que, todos os anos, jovens talentos deixam as universidades, com a energia e com as ideias necessárias para criação da própria empresa, mas muitas vezes faltam-lhes os conhecimentos práticos para a criação do plano de negócios, o desenvolvimento do modelo de negócio ou a entrada no mercado.

Assim, com o objectivo de capacitar jovens com as ferramentas necessárias à criação de uma empresa e os preparar para o desenvolvimento de uma ideia de negócio, já estão confirmados nos próximos meses vários eventos do Startup Pirates em Portugal!!

Em Setembro, vamos ter o Startup Pirates @ Porto, o Startup Pirates @ Lisboa e o Startup Pirates @ São João da Madeira. E mais tarde, em Dezembro, vamos ter a primeira edição do Startup Pirates @ Braga.

Em edições anteriores do Startup Pirates, contamos com 60 participantes dos 17 aos 40 anos de 8 nacionalidades diferentes e cinco das equipas vencedoras continuam a trabalhar nas suas ideias de negócio e a batalhar pelo sonho de  criarem uma grande empresa.

Se queres desenvolver uma ideia de negócio, esta é uma excelente oportunidade! Junta-te a um destes eventos e durante 8 dias trabalha numa ideia de negócio, aprende com excelente mentores e empreendedores e torna-te um empreendedor!!
Se tiveres algum questão contacta-nos!!

Balanço do evento na página do Arrisca C no Facebook.

Inês Santos Silva

Co-fundadora e Chief Pirate Officer no Startup Pirates.

More Posts

Partilhe:

7 Agosto 2012 | Inês Santos Silva

 >

Podcast – Nelson Pincho, Spoortal

A conversa de hoje foi com Nelson Pincho, um dos fundadores da Spoortal e docente no ISEC.

A Spoortal – Just Play é uma rede social de desportistas integrada com as instalações desportivas que promete tornar a organização dos teus jogos rápida, cómoda e divertida.

Falámos do processo de criação da empresa, das perspectivas futuras e da importância de eventos como o ineo weekend para o desenvolvimento de uma qualquer ideia de negócio.

Os nossos podcasts são emitidos quinzenalmente: às Quintas-Feiras (21h) na Rádio Universidade de Coimbra, e às quartas aqui no ineo blog – subscrevam no Itunes ou via RSS feed.

Timeline:

0:00 – O que é a spoortal e como é que começou?
2:10 – Qual é formação base dos elementos da equipa?
2:50 – Quais são as vantagens para mim em usar os vossos serviços?
4:52 – Neste momento já conseguem viver só da Spoortal?
5:35 – O que é que mais te surpeendeu em todo este processo de criação da empresa?
6:50 – Quais são as vossas prespectivas para o futuro? Já têm contactos com o estrangeiro?
8:31 – Estiveram há pouco tempo no Ineo Weekend. Como é que eventos deste género vos ajudaram?
10:18 – Como é que os campos que contactam têm reagido ao vosso aparecimento?
Play

André Carvalheira

CEO & Director de Inovação da jeKnowledge

More Posts - Facebook - LinkedIn - Flickr

Partilhe:

7 Agosto 2012 | André Carvalheira

 >

Podcast – João Brites, Projecto Transformers

João Brites, um dos membros da organização do Projecto Transformers, deu-nos o testemunho desta semana e explicou-nos como tudo começou e contou-nos do que melhor se faz para a sociedade, nomeadamente através das actividades levadas a cabo pela organização que representa.

Mostrou-nos acima de tudo que o voluntariado pode ter um significado especial para os jovens que mais precisam, sem esquecer a inovação: um grupo de voluntários especializados em diferentes áreas que pode proporcionar às pessoas desenvolver a aquilo que mais gostam de fazer para que depois possam utilizar essa paixão para transformar a sua comunidade.

Ouçam na íntegra o que ele nos tem para dizer.

Timeline:

00:21 – O que é este projecto e como é que vocês se dão a conhecer?
05:12 – Acima de tudo, qual o vosso público alvo?
08:15 – Como viram que existia a necessidade de um projecto destes na sociedade?
10:55 – Em termos de dinâmica como é que vocês funcionam? Têm algum tipo de fim lucrativo?
13:12 – Quão fácil foi arranjar os diversos apoios e parceiros que têm?
17:20 – Há planos para expandirem o projecto para outras cidades ou talvez para fora do país?
20:12 – Qual foi a vossa maior actividade desde que se formaram, até hoje?

Play

Partilhe:

14 Julho 2012 | João Lima